É meu!

É meu!
Pare com o roubo de conteúdo!

25.1.07

BIBALA (EX-VILA ARRIAGA)



A Estação de Caminhos de Ferro da Bibala. 2004.

Dois mucubais nas linhas de comboio da Estação de Caminhos de Ferro da Bibala. 2004.

O comboio está a chegar!Estação dos Caminhos de Ferro da Bibala. 2004.

O comboio chegou! Regista-se então algum movimento na perpetuamente adormecida vilazita da Bibala. 2004.

No comboio. Estação dos Caminhos de Ferro da Bibala. 2004.

Um mucubal sai do comboio, com os seus nonkakos (sandálias) típicos, feitos de pneu. Bibala, 2004.

Na Estação de Caminhos de Ferro. Bibala, 2004.

Estação dos Caminhos de Ferro. Bibala, 2004.

A estação de Caminhos de Ferro. Bibala, 2004.

24.1.07

Entrada para o Jardim da Bibala. Ao longe, a fenda da Tundavala. 2004.

Jardim da Bibala. 2004.

Jardim da Bibala. 2004.

Crianças no Jardim da Bibala. 2004.

Bibala. Tudo é tranquilidade. 2004.
Na rua principal da Bibala. Em segundo plano, a Igreja. Bibala, 2004.



A fenda da Tundavala vista da Bibala. 2003.


Por detrás da vila, a paisagem grandiosa das montanhas. Bibala, 2004.


Bibala. 2003.


Casa da Bibala. 2004.

Nas traseiras da mesma casa. Bibala, 2004.

Casa da Bibala. 2004.

A boîte "Penumbra". Bibala, 2004.

Vivenda da Bibala. 2004.

O Hospital. Bibala, 2004.


O Hospital. Bibala, 2003.


A igreja da Bibala. 2004.

Rua principal da Bibala. 2004.

Na rua principal da Bibala. A Escola Primária no tempo colonial. 2004.

Rua principal da Bibala. 2004.
A rua principal da Bibala. 2004.



A rua principal da Bibala. 2003.


Morro de salalé na rua principal da Bibala. 2004.

Fonte pública na rua pricipal da Bibala, erguida em 1943. Bibala, 2004.


Rua de Luanda. 2002.


Rua de Luanda. 2002.


Os nomes das ruas mudaram, mas muitas placas da era colonial sobreviveram. Luanda, 2002.


"Rua João de Deus" - placa na Vila Alice. Luanda, 2002.

Casas da Vila Alice. Luanda, 2002.

Casas da Vila Alice. Luanda, 2002.

No interior de uma loja de Luanda. A relação dos angolanos com Portugal é muito ambivalente mas, por vezes, o afecto genuíno subsiste. 2002.


O Cinema Atlântico (ex-Cinema Império) na Vila Alice. Luanda, 2002.


Camioneta do Ministério do Interior. Luanda, 2002.

Luanda "debruçada sobre o mar". 2002.


Praia. Luanda, 2002.


O mar em Luanda. 2002.


O Mussulo no horizonte. Luanda, 2002.

Luanda. 2002.
Embondeiro. Luanda, 2002.
O senhor Zé, um homem de Luanda. Luanda, 2003.